Confira relato detalhado dos debates em ‘live’ sobre tragédias em áreas de risco do litoral paulista – CAU/SP

Portal da Transparência

Notícias

Confira relato detalhado dos debates em ‘live’ sobre tragédias em áreas de risco do litoral paulista

Publicação

23.06.2023

Categorias:

Escrito por:

Redação CAU/SP

Compartilhar

Confira relato detalhado dos debates em ‘live’ sobre tragédias em áreas de risco do litoral paulista

A imagem mostra uma rua em uma área montanhosa após um deslizamento de terra. A rua está coberta de lama e detritos, com um carro branco parcialmente enterrado na lama. As casas na rua são coloridas, com paredes amarelas, laranjas e azuis. Há linhas de energia e antenas parabólicas visíveis nos telhados. O céu está nublado e as árvores na encosta são parcialmente visíveis.
Casas destruídas em deslizamentos na Barra do Sahy após tempestades no litoral norte de São Paulo em fevereiro de 2023. Crédito: Agência Brasil

No dia 04 de abril, o CAU/SP promoveu uma ‘live’, em parceria com a ONG Núcleo BrCidades RMBS para discutir as recorrentes tragédias em áreas de risco do litoral paulista.

Ainda sob impacto dos eventos de fevereiro, quando fortes chuvas provocaram deslizamentos e perdas de vidas no litoral norte, principalmente na cidade de São Sebastião/SP, o Conselho reuniu especialistas e ativistas para debater este assunto urgente.

Profissionais de Arquitetura e Urbanismo e demais cidadãos interessados, agora, podem conferir um relato detalhado sobre os debates desta ‘live’ (veja abaixo), que contou com a participação de líderes de movimentos sociais, moradores da Vila Sahy (São Sebastião), e especialistas do meio universitário e da sociedade civil.

A introdução deste documento antecipa o teor do debate:

Todo ano, no período das chuvas de verão, os jornais estampam a mesma notícia: desastres socioambientais em diversas regiões do país, como vimos recentemente na tragédia ocorrida no litoral norte de São Paulo no município de São Sebastião, em especial na Vila Sahy, gerando a perda de inúmeras vidas e grandes perdas materiais.

Podemos lembrar dramas semelhantes, como os episódios de Franco da Rocha (2022), Guarujá (2020) e Vale do Ribeira (2014), para citar os mais recentes no estado de São Paulo.

No entanto, o que parece ser uma fatalidade ambiental e natural, na verdade, é uma tragédia anunciada, projetada e construída pelo modelo de urbanização desigual e excludente que vigora nas cidades brasileiras.

Chuvas intensas, deslizamentos de terra, alagamentos e enchentes em áreas urbanas e rurais, incêndios catastróficos, crise hídrica e diversos outros desastres que assolam a população muitas vezes são denominados como “tragédias naturais”.

Todavia, na sua maioria, são resultantes de um conjunto fatores, fruto dos impactos das mudanças climáticas, mas principalmente do modelo de ocupação urbana vigente, como a ineficácia da legislação urbana e ambiental, a falta de políticas públicas e da priorização de investimentos nas áreas deficitárias e vulneráveis, não dando o acesso à população mais pobre à moradia digna, em terra bem localizada com infraestrutura urbana.

Este evento foi uma iniciativa da Comissão de Política Urbana, Ambiental e Territorial (CPUAT-CAU/SP) com participação da Comissão de Athis (CATHIS-CAU/SP) e teve a parceria da CT-TIC e do Núcleo BrCidades RMBS.

Confira a Relatoria da Live “As recorrentes tragédias anunciadas nas áreas de risco no litoral paulista,
no contexto da urbanização excludente e das mudanças climáticas”

Atualizado em 26/06/2023

Publicação

23.06.2023

Escrito por:

Redação CAU/SP

Categorias:

Compartilhar

NOTÍCIAS RELACIONADAS
26.02.2024

Como participar dos editais de Fomento do CAU/SP?

capa fomentos.3

Os Editais de Fomento consolidando as parcerias entre CAU/SP e a sociedade civil.

Como contratar um arquiteto?

É recomendável contratar um profissional da Arquitetura e Urbanismo considerando três aspectos: combinando as regras; levantando as necessidades e como o arquiteto e urbanista trabalha.

Contrate um arquiteto! Conheça 12 passos que você deve saber antes de construir ou reformar.

Pular para o conteúdo