Revista Móbile: fórum para discussão da Arquitetura e Urbanismo brasileira – CAU/SP

Portal da Transparência

Notícias

Revista Móbile: fórum para discussão da Arquitetura e Urbanismo brasileira

Publicação

18.01.2019

Categorias:

Escrito por:

Redação CAU/SP

Compartilhar

Revista Móbile: fórum para discussão da Arquitetura e Urbanismo brasileira

No mercado editorial brasileiro não há falta de publicações voltadas a Arquitetura e Urbanismo. Mas a Móbile –a revista do CAU/SP– se notabiliza por abrir espaço a questões pouco discutidas ou até mesmo ausentes da mídia comercial.

A construção de metrópoles mais democráticas, o papel da Arquitetura e Urbanismo no desenvolvimento brasileiro, a assistência técnica para as famílias de baixa renda, a acessibilidade dos equipamentos urbanos, a sustentabilidade nos projetos arquitetônicos, a importância do paisagismo para as cidades, a qualificação da Arquitetura de Interiores em ambientes públicos e corporativos.

A lista acima não esgota o rol de temas discutidos em profundidade na revista. Pluralidade de assuntos e opiniões tem sido o norte da publicação desde seu início.

Há 4 anos, em 2014, o CAU/SP criou um Grupo de Trabalho focado na comunicação da autarquia, que deu origem a uma Comissão Especial de Formatação do Projeto Editorial da Revista do CAU/SP, responsável pelo lançamento da primeira edição.

Naquele ano, apenas duas edições foram publicadas, sendo uma em junho e outra em outubro. A circulação foi interrompida brevemente, devido ao fim a gestão (2012-2014) e encerramento de contratos. Em 2015, uma nova gestão foi eleita (2015-2017), e uma terceira edição foi publicada em agosto de 2016, com um novo projeto gráfico e um novo conceito. Bimestral, a revista teve três edições publicadas em 2016 e seis em 2017.

Em 2018, após uma mudança na periodicidade, foram publicadas quatro edições: Habitação Social, Moradia Popular, Arquitetura Digital e Arquitetura Inclusiva (veja abaixo).

A partir da edição #14, houve nova reformulação, renovando algumas seções antigas e apresentando outras, a exemplo de “Arquitetura no Mundo” (dedicada à Arquitetura feita no exterior) e “Na Ponta do Lápis” (apresentação de croquis feitos por profissionais destacados).

Instrumento de comunicação pública, a revista ainda é um meio de transparência para o Conselho, por meio do qual presta contas de suas atividades para os arquitetos e urbanistas.

A Móbile é também uma exclusividade do CAU/SP, o único dentre os 27 Conselhos da federação e do CAU nacional a publicar um periódico deste porte. Ao todo, desde seu lançamento, o Conselho já lançou 15 edições, e que podem ser acessadas aqui.

Confira abaixo as revistas publicadas ao longo de 2018:

Móbile #12: Habitação Social

Em março, o CAU/SP lançou a 12ª edição da Revista Móbile, que teve por foco a discussão da Assistência Técnica para Habitação de Interesse Social.

Também foram abordados a nova gestão do Conselho e o novo regimento interno (2018-2020), e a preparação para o congresso mundial UIA2020 no Rio. Outros destaques foram a entrevista com o presidente do CAU/BR, Luciano Guimarães; a Assistência Técnica na Arquitetura e Urbanismo; a questão do Ensino à Distância; o projeto piloto para internacionalização de serviços brasileiros de Arquitetura e Urbanismo, além de uma cobertura especial por ocasião do Dia Internacional da Mulher.

Para acessar a edição #12 da Revista Móbile, clique aqui.

 

Móbile #13: Moradia Popular

Em junho a 13ª edição da Revista Móbile destacou o tema “Moradia Popular”, sob impacto da tragédia do edifício Wilton Paes de Almeida, no Largo do Paissandu, ocorrida em maio na capital paulista.

Sobre este tema, além da matéria de capa, a edição ainda trouxe uma entrevista com o professor da Unifesp Pedro Fiori Arantes, e reportagem sobre pesquisa acadêmica com uma avaliação crítica dos programas públicos de habitação no Brasil e no Chile.

A seção “Concurso” apresentou as propostas vencedoras para erigir um memorial às vítimas da Boate Kiss, em Santa Maria/SC.

Esta edição da Móbile ainda informou os arquitetos e urbanistas sobre vários assuntos relevantes sobre o trabalho do CAU/SP: a atualização tecnológica à serviço da administração pública; etapas do processo ético no CAU; o pagamento de anuidades, e as prioridades da nova gestão para a área de fiscalização, entre muitos outros assuntos. Também revelou sobre as discussões promovidas pelo Conselho para elaborar uma política urbana, territorial e ambiental para São Paulo.

Para acessar a edição #13 da Revista Móbile, clique aqui.

 

Móbile #14: Arquitetura Digital

Em setembro, a 14ª edição da Revista Móbile apresentou novos conceito e projeto gráfico. As seções “Na Ponta do Lápis”, “Arquitetura no Mundo” e “CAU/SP na Mídia” estrearam neste número. Antigas editorias foram reformuladas: a seção “Arquitetura Paulista”, por exemplo, ganhou mais espaço; a seção “Entrevista”, renomeada para “Bate Papo”, concedeu maior destaque para a obra do entrevistado, entre outras mudanças.

A reportagem de capa mostrou os impactos, os custos e as vantagens da tecnologia BIM (Modelagem da Informação de Construção). O arquiteto e urbanista Nelson Dupré foi o entrevistado desta edição; e na seção “Em debate”, os arquitetos paisagistas André Graziano, Marcelo Vassalo e Inna Mascarin comentaram a importância dos jardins suspensos. A história russa contada por meio da Arquitetura, na seção ‘Arquitetura no Mundo’, foi outro destaque desta edição.

O Teatro Oficina, projeto dos arquitetos Lina Bo Bardi e Edson Elito, foi o assunto da seção “Arquitetura Paulista”. A questão da responsabilidade profissional, e o Código de Ética e Disciplina para Arquitetura e Urbanismo foram outras temas tratados na revista.

Para acessar a edição #14 da Revista Móbile, clique aqui.

 

Móbile #15: Arquitetura Inclusiva

A última revista do ano abordou o problema da inclusão: a importância de que equipamentos de arte, lazer e cultura sejam adaptados para facilitar o acesso de usuários com deficiência ou com mobilidade reduzida, a exemplo de idosos, obesos e gestantes. A 15º edição também trouxe uma entrevista com a arquiteta e urbanista Tais Cristina da Silva, vencedora do concurso para a nova sede do CAU/BR, em Brasília.

Na seção “Arquitetura no Mundo”, o destaque foi a Casa da Arquitectura, em Matosinhos, em Portugal; na seção “Em Debate”, os articulistas convidados debateram a necessidade de mais investimentos públicos em ações de zeladoria urbana; já o foco da seção “Arquitetura Paulista” foi o Museu Pelé no centro histórico de Santos.

Mudanças nas ações de fiscalização do CAU/SP, e o trabalho desenvolvido nos escritórios regionais foram outros temas abordados nas páginas desta edição.

Para acessar a edição #15 da Revista Móbile, clique aqui.

Publicado em 18/01/2019
Da Redação

Publicação

18.01.2019

Escrito por:

Redação CAU/SP

Categorias:

Compartilhar

NOTÍCIAS RELACIONADAS
15.04.2024

Como participar dos editais de Fomento do CAU/SP?

capa fomentos.3

Os Editais de Fomento consolidando as parcerias entre CAU/SP e a sociedade civil.

Como contratar um arquiteto?

É recomendável contratar um profissional da Arquitetura e Urbanismo considerando três aspectos: combinando as regras; levantando as necessidades e como o arquiteto e urbanista trabalha.

Contrate um arquiteto! Conheça 12 passos que você deve saber antes de construir ou reformar.

Pular para o conteúdo