Arquitetos de Família: Curso oferece vivência e trabalho em Assistência Técnica – CAU/SP

Portal da Transparência

Notícias

Arquitetos de Família: Curso oferece vivência e trabalho em Assistência Técnica

Publicação

13.07.2018

Categorias:

Escrito por:

Redação CAU/SP

Compartilhar

Arquitetos de Família: Curso oferece vivência e trabalho em Assistência Técnica

 

Oportunidade fantástica para arquitetos e urbanistas que pretendem trabalhar com Habitação Social: a organização não-governamental Soluções Urbanas está promovendo um curso teórico e prático de vivências de melhorias habitacionais, baseado na metodologia do projeto Arquitetos de Família, que prevê um ciclo rápido de diagnóstico, desenvolvimento de projeto e acompanhamento de obra que torna a Assistência Técnica mais acessível. E o melhor: todo o conhecimento será aplicado de imediato junto a família de Mauá, município da Grande São Paulo.

 

Inscreva-se aqui até o dia 19 de julho

“É um curso com experimentação prática. Você se inscreve, aprende a metodologia e depois é remunerado pelo trabalho”, afirma a arquiteta Mariana Estevão, criadora do projeto Arquiteto de Família. Desde 2009 o projeto vem prestando serviços de assistência técnica gratuita para famílias de baixa renda, conforme previsto na Lei Federal n° 11.888/2008 e no art. 6º da Constituição Federal, que garante o direito social à moradia. O curso também está aberto para estudantes, engenheiros, técnicos e designers. 

O Arquiteto de Família é uma tecnologia social certificada pela Fundação Banco do Brasil e premiada em 2013 pela Finep (Empresa Brasileira de Inovação e Pesquisa). Sua atuação segue a estratégia do Saúde da Família, com profissionais agindo permanentemente no mesmo território, interferindo na cultura da autoconstrução e sensibilizando a população sobre a necessidade de investir em melhorias habitacionais. “As pessoas sabem que os arquitetos são os profissionais certos para orientar a fazer da melhor maneira, com menor custo”, diz Mariana.

 

 

MAIS ARQUITETURA PARA 100 FAMÍLIAS
A Vivência em Assistência Técnica é realizada pela Soluções Urbanas em parceria com a empresa ArquiteCasa e o Banco do Povo, com apoio do Sindicato dos Arquitetos de São Paulo (SASP). Funciona assim: os arquitetos e urbanistas se inscrevem no curso (que vai de julho até setembro), assistem às aulas e participam do atendimento e elaboração de projetos para famílias de Mauá (SP). O objetivo é conseguir atender a 100 famílias no total, com a realização de três ou quatro cursos em sequência. “Teremos novas turma para atender a todas essas famílias. A ideia inicial era de um arquiteto e urbanista por família, mas isso vai depender da adesão dos profissionais e também das famílias”, afirma Mariana. 

Essas famílias são clientes do programa de microcrédito habitacional do Banco do Povo, que oferece empréstimos de R$ 7.000 a R$ 11.000 para empreendedores locais a juros baixos. Cerca de 10% desse valor será destinado para pagar os arquitetos e urbanistas pelos projetos a serem elaborados no curso de vivência. Dessa forma, os participantes do curso podem recuperar em até 12 meses o investimento de R$ 834 pedidos no início do curso (arquitetos e urbanistas associados ao SASP têm direito a um desconto especial). “Essa parceria com o Banco do Povo junta uma demanda de fomentar a Assistência Técnica e a demanda do banco de atender aos clientes do crédito produtivo, que querem fazer obras nos comércios e nas suas casas”, diz Mariana.

A primeira aula do curso aconteceu no dia 11 de julho, mas arquitetos e urbanistas que tiverem interesse em participar podem se inscrever até o dia 19 de julho. A primeira visita a Mauá acontece no dia 21. A iniciativa tem atraído profissionais de todo o Brasil, inclusive de Maceió (AL) e Porto Velho (RO), que têm interesse em levar a metodologia a outros lugares do Brasil. O Arquitetos de Família vem sendo executado de forma pioneira no Morro Vital Brazil, Niterói/RJ desde 2009, e já foi objeto de diversas reportagens na imprensa, inclusive na TV Globo. Clique aqui para assistir à matéria.

A arquiteta Mariana Estevão, criadora do programa Arquiteto de Família

 

APOIO DO CAU/RJ
Recentemente, a Soluções Urbanas desenvolveu e lançou uma plataforma online de financiamento coletivo para viabilizar a assistência técnica, a compra de materiais e a execução de obras em moradias em situação precárias. A ferramenta Arquiteto de Família pode ser acessada pelo site www.arquitetodefamilia.org.

As campanhas de financiamento são selecionadas e lançadas na plataforma Arquiteto de Família pela ONG Soluções Urbanas. Em breve, arquitetos e urbanistas que prestam ou desejam prestar assistência técnica de interesse social nessa área poderão também cadastrar seus projetos para captação de recursos. A possibilidade permitirá um aumento significativo da escala da plataforma.

Essa plataforma foi lançada com recursos do Edital de Apoio à Assistência Técnica do CAU/RJ. Desde 2017, os CAU/UF têm destinado 2% da sua arrecadação a projetos desse tipo, com o objetivo de universalizar o acesso aos serviços de Arquitetura e Urbanismo. Leia mais aqui.

Casa em Niterói antes e depois das intervenções do Arquiteto de Família

 

SÉRIE ESPECIAL DE REPORTAGENS

Esta reportagem faz parte de uma série especial do CAU/BR e dos CAU/UF que está mostrando o trabalho de arquitetos e urbanistas que, superando orçamentos reduzidos e unificando diferentes opiniões, conseguiram desenvolver moradias dignas e de qualidade para as famílias de baixa renda.

Você atua em projetos de habitação social? Envie um e-mail para habitacaosocial@caubr.gov.br falando sobre o seu trabalho na área. Não se esqueça de inserir os autores dos projetos, contatos das pessoas envolvidas (arquitetos, autoridades e beneficiários), com um breve descritivo do projeto e até três fotos/ilustrações. Se sua história for selecionada, o CAU entrará em contato para produzir uma reportagem especial sobre os projetos.

Saiba mais

Laboratório de Projetos e CAU/GO desenvolvem reformas para famílias de baixa renda

Arquitetos discutem desafios e oportunidades da Habitação Social

Arquitetura Social: O mal-entendido que levou Ruy Ohtake a Heliópolis, em SP

Arquitetura Social: Confira 10 dicas para começar a empreender na área

Arquiteto de Família: Site permite financiamento coletivo de reformas

Arquitetura Social: Escritório Público de Salvador já entregou 5 mil projetos

 

Publicado em 13/07/18

Fonte: CAU/BR

 

Publicação

13.07.2018

Escrito por:

Redação CAU/SP

Categorias:

Compartilhar

NOTÍCIAS RELACIONADAS
12.04.2024

Como participar dos editais de Fomento do CAU/SP?

capa fomentos.3

Os Editais de Fomento consolidando as parcerias entre CAU/SP e a sociedade civil.

Como contratar um arquiteto?

É recomendável contratar um profissional da Arquitetura e Urbanismo considerando três aspectos: combinando as regras; levantando as necessidades e como o arquiteto e urbanista trabalha.

Contrate um arquiteto! Conheça 12 passos que você deve saber antes de construir ou reformar.

Pular para o conteúdo