Depoimentos encerram Campanha “Só arquitetos e urbanistas têm formação para isso” – CAU/SP

Portal da Transparência

Notícias

Depoimentos encerram Campanha “Só arquitetos e urbanistas têm formação para isso”

Publicação

07.12.2018

Categorias:

Escrito por:

Redação CAU/SP

Compartilhar

Depoimentos encerram Campanha “Só arquitetos e urbanistas têm formação para isso”

Os arquitetos e urbanistas Roberto Spina e Tais Cristina da Silva encerram a série de depoimentos da campanha “Só arquitetos e urbanistas têm formação para isso”, desenvolvida pelo CAU/SP para reforçar o caráter único da graduação e das atribuições profissionais da área. Os depoimentos buscam ainda esclarecer as atribuições privativas do exercício da Arquitetura e Urbanismo. 

Para Tais Cristina da Silva, o desafio de trabalhar com projeto de Arquitetura está no profissional ter uma leitura cuidadosa do espaço. E para isso, destaca: “é fundamental que o arquiteto atue não isoladamente”. 

 

Roberto Spina reforça a ideia de que a compreensão do espaço é o diferencial dos profissionais de Arquitetura e Urbanismo, matéria prima de seu trabalho. “Somos os que têm uma formação completa: humanística e técnica”. 

 

Profissionais destacam as atribuições profissionais
Além de Roberto Spina e Tais Cristina da Silva, também deram depoimentos para a campanha do CAU/SP: 

José Roberto Geraldine Junior 

Ciro Pirondi

Lúcio Gomes Machado

Rosa Kliass

Luciano Guimarães

Luciana Schenk


PL 9818/2018 e PDC 901/2018

A campanha “Só arquitetos e urbanistas têm formação para isso” tem por foco esclarecer a sociedade sobre a importância das atribuições dos arquitetos e urbanistas, tendo em vista os projetos de lei PL 9818/2018 e PDC 901/2018.

Em tramitação na Câmara dos Deputados, os projetos PL 9818/2018 e PDC 901/2018 visam a mudar a lei de criação do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil, dos Estados e do DF (a lei federal 12.378/10), e revogar a Resolução CAU/BR Nº 51/2013, que trata das áreas privativas dos arquitetos e urbanistas.

Nos últimos meses, o CAU/BR, o CAU/SP e os demais Conselhos têm concentrado esforços em esclarecer a sociedade sobre a importância da Arquitetura e Urbanismo manter suas atribuições privativas, e como a perda dessas atribuições pode ter impacto na realização de várias atividades, como por exemplo, a concepção e execução de projetos arquitetônicos ou urbanísticos.

A sociedade está em risco quando um profissional exerce uma atividade para o qual não teve a formação adequada.

Em um manifesto lançado em abril, o CAU/BR lembra que a Resolução N 51 “limita-se a especificar como áreas de atuação privativa dos arquitetos e urbanistas aquelas que foram historicamente reconhecidas” e que essas áreas de atuação privativas estão baseadas nas diretrizes curriculares nacionais dos cursos de Arquitetura e Urbanismo.

Saiba mais: Campanha esclarece caráter exclusivo do exercício profissional da Arquitetura e Urbanismo


Atualizado em 07/12/2018

Da Redação

Publicação

07.12.2018

Escrito por:

Redação CAU/SP

Categorias:

Compartilhar

NOTÍCIAS RELACIONADAS
26.02.2024

Como participar dos editais de Fomento do CAU/SP?

capa fomentos.3

Os Editais de Fomento consolidando as parcerias entre CAU/SP e a sociedade civil.

Como contratar um arquiteto?

É recomendável contratar um profissional da Arquitetura e Urbanismo considerando três aspectos: combinando as regras; levantando as necessidades e como o arquiteto e urbanista trabalha.

Contrate um arquiteto! Conheça 12 passos que você deve saber antes de construir ou reformar.

Pular para o conteúdo