Unesco reconhece sítio misto de Paraty como Patrimônio Mundial da Humanidade – CAU/SP

Portal da Transparência

Notícias

Unesco reconhece sítio misto de Paraty como Patrimônio Mundial da Humanidade

Publicação

05.07.2019

Categorias:

Escrito por:

Redação CAU/SP

Compartilhar

Unesco reconhece sítio misto de Paraty como Patrimônio Mundial da Humanidade

Centro Histórico de Paraty/RJ. Imagem: Fernando Frazão/Agência Brasil.

O Comitê da Unesco reconheceu o sítio misto de Paraty, que abrange municípios de Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo, como Patrimônio Mundial da Humanidade.

O sítio misto de Paraty engloba o Parque Nacional da Serra da Bocaina, na região serrana paulista, com sede principal em São José do Barreiro; o Parque Estadual da Ilha Grande, em Angra dos Reis/RJ; a Reserva Biológica Estadual da Praia do Sul, também em Angra dos Reis; a Área de Proteção Ambiental de Cairuçu, em Paraty/RJ; o Centro Histórico de Paraty e Morro da Vila Velha, na cidade de mesmo nome no Espírito Santo.

Trata-se do 22º bem brasileiro a ser incluído na Lista do Patrimônio Mundial da Unesco, órgão das Nações Unidas voltada para as áreas de educação, ciências naturais, ciências humanas e sociais, cultura e comunicação e informação.

Os outros sítios brasileiros reconhecidos como “patrimônio mundial” são, entre outros, a Cidade Histórica de Ouro Preto (MG), o Centro Histórico de Olinda (PE), o Parque Nacional do Iguaçu, na fronteira do Paraná com Argentina, e a Mata Atlântica (reservas nos Estados de SP e PR).

Paraty é primeiro sítio misto (Patrimônio Cultural e Natural) a ser reconhecido pela Unesco no Brasil. Além de conter “habitats naturais importantes e significativos”, o sítio misto também foi visto como “exemplo de assentamento humano tradicional” conforme os critérios da organização.

“Formada pelo intercâmbio das culturas indígena, africana e caiçara que se expressam nos bens culturais da cidade, Paraty engloba uma fusão de características próprias do patrimônio material e do imaterial”, afirma a Diretora e Representante da UNESCO no Brasil, Marlova Jovchelovitch Noleto.

“Ao mesmo tempo, a cidade apresenta exemplos de povos tradicionais que usam a terra e o mar de forma sustentável, demonstrando a interação do homem com o meio ambiente. Ao se unir à Ilha Grande, o sítio torna-se ainda mais representativo com áreas de beleza natural excepcional”.

Publicado em 05/07/2019
Da Redação, com informações da assessoria da Unesco

Publicação

05.07.2019

Escrito por:

Redação CAU/SP

Categorias:

Compartilhar

NOTÍCIAS RELACIONADAS
26.02.2024

Como participar dos editais de Fomento do CAU/SP?

capa fomentos.3

Os Editais de Fomento consolidando as parcerias entre CAU/SP e a sociedade civil.

Como contratar um arquiteto?

É recomendável contratar um profissional da Arquitetura e Urbanismo considerando três aspectos: combinando as regras; levantando as necessidades e como o arquiteto e urbanista trabalha.

Contrate um arquiteto! Conheça 12 passos que você deve saber antes de construir ou reformar.

Pular para o conteúdo