“Detroit vai se recuperar”, afirma urbanista americano – CAU/SP

Portal da Transparência

Notícias

“Detroit vai se recuperar”, afirma urbanista americano

Publicação

13.03.2014

Categorias:

Escrito por:

Redação CAU/SP

Compartilhar

“Detroit vai se recuperar”, afirma urbanista americano

Em palestra, urbanista Alan Cobb afirma que há inúmeras iniciativas para recuperar a cidade e que jovens trazem otimismo para Detroit

“A Cidade e o Jovem”, evento realizado pela ONG Opção Brasil com patrocínio do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo (CAU/SP), recebeu nesta terça-feira, dia 11/03, na Universidade Mackenzie, Alan Cobb, CEO da Kahn Associates, Inc. – presente no mercado americano 119 anos – para a palestra “Detroit: The Motor City” [Detroit: Cidade do Motor]. Além disso, Cobb apresentou para a plateia o “Detroit Future City”, um audacioso projeto que reúne iniciativas para recuperar a cidade americana.

Fundada há mais de 300 anos, Detroit foi o próspero berço da indústria automobilística norte-americana, porém o esvaziamento industrial e a fuga da população derrubou dramaticamente a arrecadação de impostos ao longo dos anos. De quinta cidade mais populosa dos Estados Unidos, em 1950 – com 1,8 milhão de habitantes -, hoje conta com apenas 700 mil habitantes, com 36% da população vivendo abaixo do patamar da pobreza. A cidade também abriga mais de 78 mil imóveis vazios, inclusive arranha-céus, em boa parte depredados.

“Detroit nunca será a mesma, isso está claro”, afirmou Cobb, em sua palestra. “Mas há um grande otimismo nesse projeto [“Detroit Future City”]. Sem dúvida, a cidade passou por muitos problemas, como várias outras cidades do mundo, mas ela vai se recuperar, porque as pessoas são maravilhosas e elas apostam em Detroit”.

Segundo o americano, hoje a cidade se reestrutura e “renasce” para novas possibilidades. “Os jovens tem promovido o renascimento de alguns bairros. Eles querem morar na cidade, não mais com os pais no subúrbio. Querem coisas pulsantes. As casas estão baratas em Detroit, o que promove um novo conceito de ‘zoneamento de multiuso’: a pessoa que faz relógio, por exemplo, pode morar no lugar onde faz relógio. Isso cria um ambiente muito interessante”.

Apesar desse “clima pulsante”, Cobb afirma que o carro “é uma praga pra Detroit”. “Trouxeram o desenvolvimento, mas também é uma maldição. Os líderes querem vender carro, não querem transporte de massa. E não é todo mundo que tem dinheiro para um carro. A população está comprometida. Espero daqui cinco anos contar uma história de sucesso com relação a isso, mas hoje não a temos”.

Detroit e São Paulo

Durante a palestra, Cobb foi indagado sobre possíveis semelhanças de Detroit com a capital paulista. Para ele, as duas cidades parecem caminhar em sentidos opostos. “Detroit tem uma realidade diferente de São Paulo. Lá temos à despopulação e já temos espaços não ocupados que podemos abrir para o verde, ao contrário daqui, onde existe um conflito para a sustentabilidade” analisou. “Porém acredito que ações sustentáveis podem ser feitas, por exemplo, através de um sistema de parques, abrir áreas de rios cobertos e ao inspirar o governo municipal a ver os problemas junto com as pessoas. Em Detroit, temos uma ótima relação com o governo, o que nos ajudou a começar com o projeto”.


Rôney Rodrigues, de São Paulo/SP

Publicação

13.03.2014

Escrito por:

Redação CAU/SP

Categorias:

Compartilhar

NOTÍCIAS RELACIONADAS
04.03.2024

Como participar dos editais de Fomento do CAU/SP?

capa fomentos.3

Os Editais de Fomento consolidando as parcerias entre CAU/SP e a sociedade civil.

Como contratar um arquiteto?

É recomendável contratar um profissional da Arquitetura e Urbanismo considerando três aspectos: combinando as regras; levantando as necessidades e como o arquiteto e urbanista trabalha.

Contrate um arquiteto! Conheça 12 passos que você deve saber antes de construir ou reformar.

Pular para o conteúdo