2ª Conferência Estadual do CAU/SP acontece nos dias 25 e 26/11 na capital – CAU/SP

Portal da Transparência

Notícias

2ª Conferência Estadual do CAU/SP acontece nos dias 25 e 26/11 na capital

Escrito por:

Redação CAU/SP

Compartilhar

2ª Conferência Estadual do CAU/SP acontece nos dias 25 e 26/11 na capital

Conferencias
Em outubro e novembro, São José do Rio Preto, Santo André, Mogi das Cruzes, Santos, São José dos Campos, Ribeirão Preto, Bauru, São Paulo, Sorocaba, Presidente Prudente e Campinas sediaram os encontros regionais que culminam na conferência estadual.

Após 11 encontros preparatórios regionais, acontecerá nos dias 25 e 26/11 a 2ª Conferência Estadual de Arquitetos e Urbanistas do CAU/SP. O evento, que tem como tema  “O arquiteto, o projeto e a qualidade do ambiente construído”, será realizado no Club Homs, na avenida Paulista, e é aberto a todos os interessados.

“O objetivo principal da Conferência é avaliar o Estado da profissão e, através dessa avaliação e dessas discussões, obter subsídios para melhorar o próprio funcionamento do CAU no atendimento ao profissional”, explica o Coordenador da Comissão Especial de Organização da 2ª Conferência, Ronald Tanimoto.

Acesse aqui o texto base de discussão da 2ª Conferência

Conheça as propostas aprovadas nos encontros regionais

Realizados nas regiões onde estão localizadas as sedes do CAU no interior e na capital, os 11 encontros regionais serviram para levantar algumas das maiores preocupações do arquitetos e urbanistas atualmente, a exemplo da Resolução 51, que trata das atribuições privativas da profissão.

Outras matérias, como a prática da “Reserva Técnica” e a valorização profissional também devem ocupar a pauta do evento. Em breve será divulgada a programação completa do evento (acompanhe no site do CAU/SP).

Segundo a organização, as propostas desenvolvidas durante os encontros regionais serão compiladas e apresentadas durante a 2ª Conferência com os 3 representantes eleitos em cada cidade, e os profissionais presentes. Eventuais propostas que surgirem durante o evento também serão aceitas. Submetido a novos debates, esse material vai resultar na votação das resoluções que vão formar a contribuição final do encontro.

Um retrato da situação profissional
Cidade a cidade, os profissionais reunidos ajudaram a compor um retrato dos desafios da carreira.

Em São José do Rio Preto, os participantes destacaram a importância do arquiteto para o planejamento urbanístico das cidades. No ABC paulista (Santo André), houve manifestações contra a defasagem do piso salarial e pela necessidade de fiscalização.

Em Mogi das Cruzes (e em quase todas as outras regiões), arquitetos e urbanistas destacaram o desafio da valorização profissional. Tanto que em Santos, foi pedida uma campanha de esclarecimento à sociedade sobre o papel do profissional de Arquitetura e Urbanismo.

Um ponto importante e recorrente dessa discussão foi a adoção da Tabela de Honorários como ferramenta de valorização do profissional. Em São José dos Campos, a Tabela foi ressaltada como um instrumento contra a concorrência desleal.

Na capital paulista, o presidente do CAU/SP, Gilberto Belleza, reforçou a importância da ferramenta. “Nosso papel é divulgar massivamente a Tabela de Honorários para que o profissional não recorra a uma prática que está totalmente fora do nosso Código de Ética”.

Questões éticas também movimentaram os debates. Em Sorocaba, a questão da “Reserva Técnica” – a prática de receber comissões por indicações de fornecedores — foi abordada.

Alguns Encontros Regionais, a exemplo de Bauru, indicaram que parte desse problema pode advir do desconhecimento sobre o Código de Ética.

Não surpreende que uma das propostas foi a criação de seminários específicos sobre a questão da Reserva Técnica e também sobre a Tabela de Honorários, como feito em Ribeirão Preto.

A necessidade de uma participação maior de arquitetos e urbanistas no planejamento das cidades foi outro tema mencionado pelos presentes. Em Presidente Prudente, os profissionais reivindicaram que o arquiteto e urbanista participe da discussão urbanística em suas cidades além da aprovação de projetos. Por fim, em Campinas, foi lembrado que 170 prefeituras do Estado de São Paulo ainda não contam com um arquiteto.

Serviço
2ª Conferência Estadual de Arquitetos e Urbanistas do CAU/SP
Dias 25 e 26 de novembro de 2015
das 09h às 17h
Club Homs – salão Gran Real
Avenida Paulista, 735
São Paulo/SP

Publicado em 17/11/2015
Da Redação

NOTÍCIAS RELACIONADAS
21.02.2024

Como participar dos editais de Fomento do CAU/SP?

capa fomentos.3

Os Editais de Fomento consolidando as parcerias entre CAU/SP e a sociedade civil.

Como contratar um arquiteto?

É recomendável contratar um profissional da Arquitetura e Urbanismo considerando três aspectos: combinando as regras; levantando as necessidades e como o arquiteto e urbanista trabalha.

Contrate um arquiteto! Conheça 12 passos que você deve saber antes de construir ou reformar.

Pular para o conteúdo