CAU/BR se torna signatário de iniciativa da ONU para a promoção de equidade de gênero – CAU/SP

Portal da Transparência

Notícias

CAU/BR se torna signatário de iniciativa da ONU para a promoção de equidade de gênero

Publicação

07.03.2019

Categorias:

Escrito por:

Redação CAU/SP

Compartilhar

CAU/BR se torna signatário de iniciativa da ONU para a promoção de equidade de gênero

O CAU/BR se tornou signatário dos “Princípios do Empoderamento das Mulheres da ONU”, assumindo publicamente o compromisso com a agenda de promoção à equidade de gênero em todas as suas instâncias organizacionais e em seu relacionamento com a sociedade.

No final de fevereiro, o secretariado da “Plataforma de Empoderamento das Mulheres” informou que o Conselho havia recebido o aceite do seu pedido de adesão à iniciativa.

Para Luciano Guimarães, presidente do CAU/BR, a adesão do Conselho à Plataforma de Empoderamento das Mulheres “representa o reconhecimento do papel da nossa organização para a correção de rumos frente às injustiças sofridas pelas mulheres no mercado da Arquitetura e Urbanismo no Brasil”.

Os “Princípios de Empoderamento das Mulheres” oferecem orientações para as organizações capacitarem as mulheres no local de trabalho, no mercado e na comunidade.

No Brasil, as arquitetas e urbanistas representam aproximadamente 63% dos profissionais no país, 73% entre os mais jovens e 82% dentre os arquitetos e urbanistas do corpo funcional do CAU/BR, sendo prevalentes em 25 das 27 unidades federativas.

“Apesar da clara superioridade numérica, o seu protagonismo é raro em cargos de coordenação e gerência, em prêmios, exposições, publicações e outras seleções que iluminam a produção arquitetônica, certamente não por falta de mérito e sim de oportunidades”, acrescenta Guimarães.

Lana Jubé, primeira vice-presidente do CAU/BR, lembra que, no Plenário do Conselho, somente sete dos 28 conselheiros federais são mulheres, correspondendo a apenas 25% do total. Dentre os presidentes dos Conselhos de Arquitetura e Urbanismo nos Estados e no Distrito Federal, as mulheres representam exatamente o mesmo percentual.

A desigualdade, completa ela, se reflete também, de maneira geral, no cenário mundial. A premiação de maior prestígio de nossa categoria profissional, o Pritzker Prize, foi concedido a apenas três mulheres em todas as suas 40 edições: Zaha Hadid, Carme Pigem e Kazuyo Sejima, sendo que as duas últimas foram premiadas ao lado de seus parceiros homens.

Dia da Mulher em São Paulo e no Brasil

O CAU/BR publicou nesta quarta-feira, 06, um material especial com relatos sobre trajetórias inspiradoras de várias profissionais da Arquitetura e Urbanismo, entre elas Lina Bo Bardi (1914-1992), Rosa Kliass e Carla Joaçaba.

Cada um dos CAU/UF enviou uma contribuição para este especial, apontando uma profissional de destaque em seu Estado. Em São Paulo, através de uma campanha dirigida, os profissionais escolheram a jovem arquiteta e urbanista Karina Marinho, idealizadora de um portal educacional.

E nesta sexta-feira, 08, o CAU/SP realiza um seminário voltado a debater o papel das mulheres na evolução da Arquitetura e Urbanismo, com a presença de arquitetas e urbanistas com atuação na iniciativa privada, poder público e academia. As inscrições já estão encerradas.

Saiba mais: Dia Internacional da Mulher: trajetórias inspiradoras de arquitetas e urbanistas

 

Publicado em 07 de março de 2019
Da Redação, com informações do CAU/BR

 

Publicação

07.03.2019

Escrito por:

Redação CAU/SP

Categorias:

Compartilhar

NOTÍCIAS RELACIONADAS
04.03.2024

Como participar dos editais de Fomento do CAU/SP?

capa fomentos.3

Os Editais de Fomento consolidando as parcerias entre CAU/SP e a sociedade civil.

Como contratar um arquiteto?

É recomendável contratar um profissional da Arquitetura e Urbanismo considerando três aspectos: combinando as regras; levantando as necessidades e como o arquiteto e urbanista trabalha.

Contrate um arquiteto! Conheça 12 passos que você deve saber antes de construir ou reformar.

Pular para o conteúdo